Você sabia que estar com o nome sujo não é um impedimento para conseguir um empréstimo sem pagar juros abusivos? Muito pelo contrário! Esse dinheiro pode ser a solução para limpar seu nome. Nesse artigo queremos te mostrar como isso é possível e quais as regras para conseguir um empréstimo com o nome sujo!

Um dado de 2019 do SERASA, mostrou que 40,3% da população adulta do país possui dívidas ou está negativado. A maior parte dessas dívidas surgem por conta de impostos como IPVA ou IPTU ou também por conta de emergências das quais as pessoas não estavam preparadas financeiramente.

Para solicitar essas dívidas, muitas vezes, fazer um empréstimo é uma solução. O problema é que dependendo da modalidade, nem sempre o empréstimo é concedido. Principalmente porque por conta da restrição do cpf, as instituições financeiras subentendem que o negativado não possui condições financeiras para pagar por mais um empréstimo.

Como saber se meu nome está sujo?

Para saber se seu nome está sujo ou negativado, você pode consultar seu CPF de forma gratuita pelo portal Serasa Consumidor ou pelo portal Consumidor Positivo. Também é possível fazer a consulta nos postos de atendimento ou por carta e procuração.

Mas, antes do seu nome ser negativado, ele recebe um informe por carta das empresas como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), SERASA ou Boa Vista SCPC. Antes de ser negativado, a pessoa pode quitar a dívida no prazo estipulado.

Que tipo de empréstimo alguém com nome sujo pode pegar?

A maioria das empresas de crédito ou bancos negam crédito aos negativados. Mas existem algumas credoras e algumas empresas especializadas em empréstimos para pessoas com nome sujo. Contudo, por causa da restrição, as taxas costumam ser bem mais altas, assim como os juros.

O empréstimo consignado, dentre as opções, se mostra como a melhor, visto que as taxas de juros são bem menores e a aprovação é mais fácil. 

Mas como podemos contratar empréstimo consignado se já é preciso pagar a parcela máxima na primeira mensalidade, ou seja, não tem mais margem?!  

Mesmo assim, ainda é possível! Se você já paga empréstimo consignado, antes de contratar outra linha de crédito é importantíssimo consultar sobre a portabilidade de suas dívidas. Nesta modalidade, quitamos a dívida com taxa de juros menor que a do contrato original. Com isso, conseguimos reduzir a parcela e liberar dinheiro sem alterar os valores pagos mensais.

Por exemplo, o primeiro empréstimo foi contratado com taxa de juros de 2,08% a.m,, parcela de R$300,00 e crédito de 10mil em 72x, foi pago 12 parcelas, ou seja, o saldo devedor em aberto são de 60 parcelas de R$300,00. Como na portabilidade conseguimos reduzir a taxa de juros, fazemos a amortização da dívida com taxa de 1,39% a.m. em vez dos 2,08% a.m. Assim conseguimos reduzir a parcela para R$230,00 sem alterar o número de parcela em aberto que no exemplo é de 60x, uma economia de R$70,00. Esta economia possibilita fazermos novo empréstimo e assim liberando novo crédito sem aumentar comprometimento mensal e ainda gerando economia pois reduzimos a dívida que outrora era de 60×300,00 e passou para 60×230,00.

Vale a pena pegar empréstimo mesmo com o nome sujo?

Dependendo do tipo de empréstimo que você solicitar, essa pode ser a saída para quitar suas dívidas ou diminuir o comprometimento do seu salário. Como já existe uma dívida pendente, você pode acabar entrando em outras dívidas por conta do comprometimento do seu salário com esta primeira. 

Com a facilidade do consignado e a baixa taxa de juros, é possível quitar todas suas dívidas, assumindo somente uma parcela ao invés de várias. 

Quer começar o ano com o nome limpo e seu salário menos comprometido com dívidas? Faça agora mesmo sua simulação de crédito e comece o ano bem!

 

Leia também:

Como equilibrar as contas e sair do vermelho

3 vantagens do empréstimo consignado que você precisa conhecer

Empréstimo Consignado: o que é e como contratar?

Leave a Reply

WhatsApp chat