Golpe do BPC – Saiba como funciona e aprenda a se proteger

Golpe do BPC - Saiba como funciona e aprenda a se proteger

Em tempos de aumento dos golpes contra beneficiários de programas sociais, é crucial estar bem-informado para evitar cair em fraudes. Recentemente, uma nova modalidade, o Golpe do BPC, tem como alvo os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada, administrado pelo INSS.

Essa fraude envolve a falsa liberação de benefícios e a cobrança indevida por serviços inexistentes.

Como funciona o Golpe do BPC?

A denúncia de um servidor do Serviço Social no Rio de Janeiro revelou o funcionamento desse golpe. Idosos recebem mensagens SMS ou via WhatsApp informando que têm direito ao BPC, mesmo sem terem solicitado o benefício.

Na mensagem, alguém marca um dia, horário e local para o suposto recebimento do pagamento. Assim, quando os idosos comparecem ao local, os golpistas apresentam um boleto de cobrança pelo “serviço” de liberação do benefício.

Processo de fraude

Neste golpe, o intermediário fraudulento realiza a solicitação do BPC em nome do idoso, registrando-se como procurador do beneficiário.

Como trata-se de um benefício concedido administrativamente, sem necessidade de perícia médica, basta que o idoso esteja inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal, tenha mais de 65 anos e comprove baixa renda.

O golpe foi descoberto quando um idoso compareceu a um serviço de atendimento do INSS relatando a situação.

No atendimento, identificou-se que o cadastro do segurado no CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) continha um e-mail e número de telefone desconhecidos pelo próprio segurado.

A análise revelou que haviam cadastrado vários procuradores na mesma solicitação de BPC.

Alerta de fraude no BPC

O Benefício de Prestação Continuada é destinado a idosos com mais de 65 anos e a pessoas com deficiência, independentemente da idade, desde que comprovem baixa renda. O valor do benefício é de um salário mínimo (R$ 1.412 em 2024).

A mensagem enviada pelos golpistas ao segurado normalmente contém informações detalhadas sobre o recebimento do benefício, incluindo um boleto para pagamento de “honorários” ao intermediário.

Em muitos casos, a mensagem é convincente e inclui detalhes específicos, como a data, hora e local de comparecimento, além de solicitar documentos pessoais.

Confira abaixo um print de uma dessas mensagens:

Ações contra fraudes

Estão aplicando golpes semelhantes contra aposentados e pensionistas do INSS. Esses golpes frequentemente utilizam técnicas de engenharia social para obter dados pessoais dos segurados, muitas vezes sob o pretexto de realizar a Prova de Vida, que está suspensa até o final do ano.

Os golpistas podem contatar as vítimas por carta, e-mail, telefonema ou mensagem de celular, e até mesmo pessoalmente, utilizando uniformes falsos com a logomarca do INSS.

Os golpistas solicitam dados pessoais e fotos de documentos para evitar um suposto “bloqueio no pagamento”. Em alguns casos, enviam links para que o segurado realize a biometria facial.

A pessoa que realiza o contato é geralmente muito segura e pode fornecer informações sobre o segurado para dar credibilidade à fraude.

Como se proteger do Golpe do BPC e outros

O INSS nunca entra em contato direto com os segurados para solicitar dados pessoais ou o envio de documentos por e-mail, WhatsApp ou outros canais de mensagem.

As únicas formas seguras de enviar documentos ao INSS são pelo portal Meu INSS (site gov.br/meuinss) ou pelo aplicativo Meu INSS para celular.

O número oficial do SMS utilizado pelo INSS para informar os cidadãos é 280-41, e o INSS nunca envia links, apenas informações sobre o andamento dos processos no Meu INSS.

A biometria facial é realizada exclusivamente pelo aplicativo Gov.br. Quando o INSS convoca um cidadão para apresentar documentos, a convocação é registrada no Meu INSS e pode ser verificada pelo telefone 135.

Portanto, é fundamental que os segurados utilizem apenas os canais oficiais de atendimento para cumprir qualquer solicitação do INSS, como agendar serviços ou entregar documentos.

Dicas importantes para evitar golpes

  • Nunca forneça dados pessoais ou fotos de documentos por e-mail, WhatsApp ou outros canais de mensagem não oficiais.
  • Utilize apenas o portal Meu INSS ou o aplicativo Meu INSS para enviar documentos ou agendar serviços.
  • Não clique em links enviados por SMS ou mensagens de WhatsApp, mesmo que pareçam ser do INSS.
  • Bloqueie números de telefone que enviem mensagens suspeitas.
  • Mantenha seus dados de contato atualizados no Meu INSS ou pelo telefone 135.
  • Se receber uma ligação suspeita, não forneça informações pessoais e reporte o incidente ao INSS.

Empréstimo consignado BPC seguro é na Carrera Carneiro!

Com a crescente incidência de fraudes, como você pôde ver, é crucial estar atento e bem-informado para não cair em golpes que visam extorquir beneficiários de programas sociais.

Para os beneficiários do BPC que buscam estabilidade financeira, o empréstimo consignado da Carrera Carneiro é uma excelente opção. Esta modalidade oferece condições vantajosas e segurança, garantindo que os recursos sejam acessíveis de forma justa e conveniente.

Portanto, proteger-se contra fraudes e optar por serviços financeiros confiáveis são passos fundamentais para garantir uma vida financeira mais segura e estável.

Compartilhe: