O empréstimo consignado do INSS (também conhecido como crédito consignado) é um empréstimo com pagamento indireto, cujas parcelas são deduzidas diretamente da folha de pagamento ou benefício da pessoa física. Atualmente ele pode comprometer até 35% da renda mensal do usuário, sendo 30% em forma de empréstimo e 5% em forma de saque no cartão de crédito consignado. Ele pode ser obtido em bancos, seguradoras, financeiras ou nos correspondentes bancários que fazem a mediação junto às instituições financeiras. Lembrando que o prazo de comprometimento da renda não deve ser superior a 72 meses para aposentados e pensionistas do INSS.

Os juros e demais encargos variam conforme valor contratado. As taxas atuais máximas praticadas são de 1,69% até 2,08% ao mês para o empréstimo e de 3,30% ao mês para o cartão consignado. Além das taxas, também é cobrado o Imposto sobre as Operações Financeiras (IOF). É obrigação das instituições financeiras divulgarem o Custo Efetivo Total (CET) das operações de crédito. Não é permitido, por exemplo, a cobrança de Taxa de Abertura de Crédito.

O crédito consignado é mais seguro para quem está emprestando, pois a cobrança é praticamente automática e a responsabilidade é da empresa empregadora, do sindicato ou do órgão do governo. Isso possibilita o empréstimo até para pessoas com nome em registro de inadimplência no SPC ou no Serasa (ou como se diz vulgarmente, pessoas com nome “sujo”). Também é vantajoso para o devedor no sentido de que diminui o trabalho de ir à instituição financeira ou fazer o serviço manualmente. Esses fatores contribuem para que a consignação tenha juros mais baixos que as demais linhas de crédito tal como crédito pessoal, cdc logista, cheque especial etc.

 Leia também: É possível fazer empréstimo com nome sujo?

 As operações passíveis de contratação no crédito consignado são:

  • Margem livre – Esta operação ocorre quando um cliente toma crédito utilizando parte dos 30% de margem consignável no seu contrato.
  • Refinanciamento de uma parcela – Esta é uma operação que ocorre ao se refinanciar uma parcela existente, no mesmo banco.
  • Portabilidade de uma parcela – Esta operação acontece ao migrar uma parcela de um banco para outro, mantendo o valor original da parcela.
  • Cartão de crédito consignado – O cartão é a opção de uso de 5% adicionais de margem, sem comprometer os outros 30%.

Como saber se meu benefício permite empréstimo consignado do INSS:

1. Primeiramente acesse MEU INSS, em seguida do lado esquerdo procure Extrato Empréstimo Consignado

empréstimo consignado INSS

2. Em seguida irá carregar todos os seus benefícios. Selecione qual deseja consultar, lembrando que são válidos apenas os benefícios ativos.

empréstimo consignado INSS

3. Após clicar, você terá acesso a informação Benefício Elegível Para Empréstimo, SIM permite:

empréstimo consignado INSS

 

4. Para obter Extrato de Empréstimo Consignado clique em IMPRIMIR:

empréstimo consignado INSS

Conhecendo meu Extrato de Empréstimo Consignado do INSS:

No seu Extrato de Empréstimo Consignado, você pode consultar as características (1), a margem consignável para empréstimo e cartão (2), a conta para pagamento (3), os contratos de empréstimos ativos (4), o contrato de cartão consignado (5).

 

Como emitir Extrato de Pagamento de Benefício ou Histórico de Créditos:

1. Primeiramente acesse MEU INSS, em seguida do lado esquerdo procure Extrato Pagamento de Benefício, e clique:

2. Ao imprimir terá seu documento em PDF:

 

Conhecendo o Extrato de Pagamento Benefício ou Histórico de Créditos:

Através desse documento, podemos verificar qual a competência (mês base do pagamento), espécie do benefício, a renda líquida, o valor do benefício, os descontos de empréstimos, seguros, o débito do cartão e a reserva de margem consignável do cartão entre outras informações.

 

Peça agora mesmo seu empréstimo consignado e tenha um dinheirinho a mais para realizar aquele sonho. Solicite agora mesmo seu empréstimo consignado do INSS!

 

QUERO MEU EMPRÉSTIMO

Leave a Reply

WhatsApp chat